Escola do Legislativo - AL/MG promove 1º Encontro de Escolas de Legislativos municipais

A educação para a democracia foi tema de destaque no evento

A importância da educação legislativa para o fortalecimento da democracia foi um dos temas abordados no 1° Encontro com as Escolas de Legislativos municipais mineiros, promovido pela Escola do Legislativo e pelo Centro de Apoio às Câmaras (Ceac) da Assembléia Legislativa de Minas Gerais dias 8 e 9 de setembro, na sede da Escola do Legislativo, em Belo Horizonte. Participaram representantes de 13 Câmaras Municipais. O pioneirismo da Escola do Legislativo da ALMG foi destacado pelo presidente da ABEL, Florian Madruga: "Esta é a primeira vez que uma instituição de ensino do Parlamento brasileiro promove um encontro com as escolas de Câmaras Municipais. Esta iniciativa pode servir de exemplo para outros Estados. Hoje, o Brasil possui 50 Escolas do Legislativo, com instituições em todas as Assembléias". O gerente-geral da Escola do Legislativo da ALMG, Alaôr Messias, destacou que a educação legislativa contribui para o exercício efetivo da democracia e que programas de capacitação de servidores são essenciais para qualificar o atendimento à população. "O servidor que não exerce sua função de maneira adequada acaba prejudicando todo o sistema", enfatizou. Com nove meses de funcionamento, a Escola do Legislativo da Câmara de Montes Claros, no Norte de Minas, já constata mudanças efetivas no comportamento dos servidores, como revelou a diretora, Macreidy Caldeira. Além de cursos de capacitação para os funcionários, a instituição oferece palestras e cartilhas de educação para cidadania para jovens e crianças. O secretário-geral da Mesa da ALMG, José Geraldo de Oliveira Prado, avaliou o encontro como relevante, pois as Câmaras Municipais tem a oportunidade de dividir suas experiências e conquistas. Nas oficinas de trabalho, os participantes poderão se informar sobre o processo de criação de uma Escola do Legislativo. A intenção é que mais Câmaras criem sua própria instituição de ensino, a partir de exemplos positivos como o de Montes Claros. "A Assembléia é de todos os mineiros e não apenas da Capital", enfatizou Prado, ao destacar a abrangência do encontro.

 

Voltar