"Encontro em Vitória, no Espírito Santo, será a expressão da consolidação da Educação Legislativa no Brasil". Florian Madruga, presidente da ABEL

Ao completar 25 Encontros (o XXV acontece de 9 a 12 de junho em Vitória/ES), o presidente da ABEL avalia a trajetória da Associação e a importância destes eventos ao longo dos anos para o aperfeiçoamento das ações das Escolas.

"Ao fazer um balanço da criação da ABEL, de 2003 para cá, nós notamos que a caminhada das “mil léguas” avançou bastante. De quatro Escolas iniciais, hoje passamos de 110 escolas, considerando as 27 unidades da federação, praticamente todos os Tribunais de Contas e cada vez aumenta mais o número de Escolas em Câmaras Municipais. A Educação Legislativa deixou de ser um projeto  para ser uma realidade. É com muita satisfação que frequentemente recebemos convites para inauguração de novas Escolas em Câmaras Municipais e pedidos de orientação para criação de outras Escolas, porque essas Casas não querem ficar para trás, querem acompanhar este movimento chamado Educação Legislativa.

Percebemos, pelos programa que as Escolas têm lançado, pelos projetos que estão sendo executados, que a Educação hoje tomou conta das Casa Legislativas do país. É nítida a preocupação cada vez maior dos parlamentos de implantar programas voltados para a capacitação de seus servidores e, principalmente, e talvez seja o fato mais relevante dessa curta trajetória da ABEL,  de abrir as portas para os cidadãos. Há um movimento cada vez maior de trazer os cidadãos, os estudantes e as lideranças comunitárias para dentro das Casas Legislativas e Tribunais de Contas. É crescente o envolvimento da comunidades com os parlamentos locais através das Escolas. Isto é um fato novo e extremamente relevante na história do Poder Legislativo brasileiro.

As Escolas estão consolidadas. A cada ano suas ações vão além dos cursos e treinamentos e avançam em grandeza e importância. Temos visto Escolas criando suas bibliotecas, numa demonstração de valorização da leitura e da cultura brasileira em geral; outras criando seus  memoriais, espaços que preservam e contam a história do parlamentos locais. Estamos vendo instituições como a Fundação Getúlio Vargas criando um curso de pós-graduação em Governança e Gestão no Poder Legislativo, e é lógico que isto é consequência deste grande movimento de criação de Escolas em todo país impulsionado pela ABEL.

Este Encontro de Vitória, o nosso vigésimo quinto, é a expressão da evolução da Educação Legislativa. As Escolas basicamente começaram com atividades de capacitação, que continuam sendo prioridade; mas avançaram para o aperfeiçoamento da prática política pelos programas de parlamentos jovens e atividades voltadas à cidadania para a comunidade; ousaram construir bibliotecas e memoriais; e hoje temos Escolas lançando suas primeiras publicações técnicas, a exemplo da que vamos ver no XXV Encontro que é a “Constituição em Miúdos” elaborada pela Escola de Pouso Alegre/MG e publicada em parceria com a  ABEL e o Senado Federal, cujo objetivo é divulgar nossa Lei maior numa linguagem simples e direta para crianças. Outra publicação importante para este Encontro é o Guia Parlamentar, voltado às atividades dos deputados estaduais, que vamos distribuir para as Escolas das Assembleias Legislativas.

Em Vitória vamos lançar ainda dois prêmios culturais que se destinam ao reconhecimento dos melhores projetos das Escolas do Legislativo e de Contas, por serem inovadores, criativos e de interesse de toda comunidade educacional da ABEL.

Ver a evolução das Escolas é gratificante. Estamos vendo hoje o trabalho que começamos com a ABEL num passado recente. Plantamos sementes que germinaram e geraram frutos rapidamente. É sinal de que o solo é fértil."